MATRIZ DE SANTO ANTÔNIO

Considerada por diversos cronistas e viajantes do século 19 como a mais bela matriz de Minas Gerais, a construção da Matriz de Santo Antônio de Tiradentes foi obra de mais de cem anos. Iniciada em 1710 no lugar de uma pequena capela que marcava a Comarca do Rio das Mortes, a Matriz estava erguida em 1732, faltando as obras de forro e assoalho. Entre os anos 1733 e 1737 os trabalhos de entalhamento do altar, muros da capela mor e arco cruzeiro foram realizados. As pinturas de douramento datam de 1752, ano em que se presume que a igreja estava concluída internamente. Sob o risco de Aleijadinho seu frontespício foi construído entre 1810 e 1816. A escadaria e balaustrada do adro foram concluídas entre 1818 e 1820. O interior de igreja guarda seis altares laterais e o altar-mor, trabalhados por diversas irmandades.